Aeroporto londrino de Luton suspende com calor extremo a provocar danos na pista – Aviação

O aeroporto britânico de Luton, no norte de Londres, foi hoje obrigado a suspender os voos -partidas e chegadas – devido aos danos provocados sobre uma parte da pista devido às temperaturas elevadas.

Após várias horas de interrupção e trabalhos na pista, que começaram pelas 15:00 (hora de Lisboa), os voos foram retomados por volta das 18:05, informou o aeroporto.

“Depois das altas temperaturas de hoje, foi identificado um defeito na superfície da pista”, disse a infraestrutura aeroportuária em comunicado, antes de resolver a situação.

Tanto a Easyjet como a Ryanair, as companhias aéreas de baixo custo que se são as principais utilizadoras de Luton, foram forçadas a desviar alguns dos seus voos para outros aeroportos ingleses.

A Easyjet especificou que as suas ligações com Belfast (Irlanda do Norte), Milão (Itália) e Palma de Maiorca (Espanha) “infelizmente” não tinham “capacidade para operar”, segundo a BBC.

Por seu lado, a Ryanair salientou que não teve de cancelar voos, mas sim desviá-los para o aeroporto de Stansted.

Além disso, o Ministério da Defesa britânico informou que teve de usar aeroportos alternativos para os seus aviões depois de o asfalto da pista da base aérea de Brize Norton, perto de Londres, ter derretido.

A agência meteorológica britânica emitiu hoje o seu primeiro alerta vermelho devido ao calor, que levou à quebra do recorde histórico de temperatura máxima no País de Gales, com 37,1 graus celsius.

A população foi aconselhada a não sair de casa, a menos que seja essencial, e evitar viajar de comboio e de automóvel.

Em Londres, várias linhas de metro tiveram que ser suspensas devido a problemas nos carris, e a maioria das empresas ferroviárias está a operar com serviços reduzidos na maior parte das viagens.

O tráfego automóvel caiu hoje cerca de 10% nas principais cidades britânicas em comparação com os números semana passada, de acordo com a BBC.

Espera-se que as temperaturas subam até aos 41 graus celsius na terça-feira, o que representaria um recorde histórico no Reino Unido.





Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.