Afinal, o que é Taiwan e por que a ilha é estratégica para potências mundiais | Mundo


Para a China, trata-se de uma província rebelde que segue fazendo parte de seu território. Para o governo de Taiwan, que por décadas se reconheceu como o próprio governo chinês no exílio, a ilha é um estado independente, gerido por uma Constituição própria.

Ex-colônia holandesa e controlada pelo Japão até a Segunda Guerra Mundial, a ilha foi tomada pela China em 1945, diante da derrota dos japoneses na guerra.

Após a Segunda Guerra começou um conflito armado entre as tropas de Chiang Kai-shek, que eram capitalistas, e Mao Tse-tung, comunista.

Em dezembro de 1949, Chiang Kai-shek, derrotado, se refugiou em Taiwan, onde instalou a China Nacionalista —ou seja, afirmava que, ainda que isolado na ilha, ele era o legítimo governo chinês, e não a República Popular da China, comunista, que havia vencido.

China realiza exercícios de disparo de mísseis na costa leste de Taiwan

Os nacionalistas declararam um governo próprio em Taiwan.

  • SANDRA COHEN: Pressões da China sobre Taiwan seguiriam adiante mesmo sem a visita de Nancy Pelosi
  • ENTENDA: Entenda por que viagem de Nancy Pelosi a Taiwan eleva tensão entre EUA e China

Hoje, Taiwan, que tem cerca de 23 milhões de habitantes e é localizada na costa leste da China, tenta ser uma economia vibrante e moderna, mas esbarra nas pressões de Pequim.

Isso porque o governo chinês, além de aumentar os exercícios e provocações militares perto da ilha, também faz forte pressão para isolá-la do mundo: Pequim condiciona suas operações e relações com qualquer parceiro comercial à exclusão de qualquer tipo de vínculo com Taiwan, principalmente o reconhecimento da ilha como independente.

‘O que mais preocupa são as manobras militares’, afirma jornalista sobre sanções da China contra Taiwan

‘O que mais preocupa são as manobras militares’, afirma jornalista sobre sanções da China contra Taiwan

Daí um dos motivos para o aumento das tensões com os Estados Unidos, que, especialmente após o início do governo do atual presidente, Joe Biden, tem aumentado o apoio a Taiwan.

O atual governo de Taiwan, no entanto, tem tido mais interesse em evitar uma invasão de Pequim do que na independência da ilha. Mas, diante do aumento das tensões militares com a China, Taipei tem reafirmado que está pronta para se defender, caso seja invadida por Pequim.



Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.