BlackRock faz parceria com a Coinbase para expandir no setor cripto – Mercados

A BlackRock quer expandir o negócio no segmento cripto, tendo criado uma parceria com a maior exchange nos EUA, a Coinbase. A gestora de ativos justifica a decisão com o maior interesse dos clientes neste setor. A plataforma cripto reagiu com uma valorização superior a 40% em bolsa.

“Os nossos clientes institucionais estão crescentemente interessados em ganhar exposição aos mercados de ativos digitais e estão focados em como gerir de forma eficiente o ciclo de vida operacional destes ativos”, explica Joseph Chalom, líder global do ecossistema de parcerias estratégicas da BlackRock, em comunicado.

A parceria centra-se no serviço Aladdin, um sistema tecnológico de gestão de risco oferecido pela BlackRock a clientes institucionais. “Estas conectividade com o Aladdin vai permitir aos clientes gerir a sua exposição à bitcoin diretamente nos seus portefólios de ativos”, refere Joseph Chalom.

Os clientes da maior gestora de ativos do mundo passam assim a ter acesso direto a criptoativos (começando pela bitcoin) através da Coinbase Prime. Este serviço, também direcionado para grandes investidores, permite transacionar criptoativos, oferecendo igualmente custódia, corretagem e reporte.

Após o anúncio, a Coinbase segue a valorizar 17,4% para 95,87 dólares em Wall Street, tendo mesmo chegado a disparar 43,92% no arranque da sessão. A BlackRock ganhar 0,5% para 693,91 dólares por ação.

“A parceria entre a Coinbase e a BlackRock é um marco entusiasmante para a nossa empresa”, diz a “exchange” cripto. “Enquanto parceiros fiáveis que permitam aos institucionais participar e transacionar na criptoeconomia, estamos empenhados em avançar com a indústria e criar novos pontos de acesso à contínua adoção de criptoativos por parte de institucionais.”





Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.