Bolsista recebe prêmio mundial por garrafa que limpa a água — Português (Brasil)


Bárbara Gosziniak Paiva é graduada em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) e cursa mestrado profissional em Engenharia de Materiais na mesma instituição. Na etapa atual, em que recebe bolsa da CAPES, ela criou uma garrafa que torna qualquer água potável. E recebeu prêmios nacional e internacional pelo trabalho.

Fale sobre o seu trabalho.
O projeto Aqualux surgiu durante o meu mestrado, onde estudo a radiação azul na água e seus efeitos na esterilização, matando micro-organismos, principalmente os patogênicos (que fazem mal à saúde).

Durante o estudo comecei a investigar mais sobre o assunto e descobri dados terríveis, como o fato de que 35 milhões de pessoas não têm acesso à água potável no Brasil. Diante disso, resolvi colocar esse projeto como algo que pudesse realmente ser aplicado. Daí desenvolvi o Aqualux, que é uma garrafa que filtra, esteriliza e refresca a água usando a energia solar.

Qual o impacto que o seu trabalho pode ter?
A ideia é de que essa garrafa possa ser usada tanto por quem não tem acesso à água potável, quanto por atletas e campistas que vão para lugares onde não sabem qual a procedência, a qualidade da água. Acredito que esse projeto pode impactar a vida de milhões de pessoas, não só no Brasil, mas em todo o mundo.

Você recebeu prêmios dentro e fora do Brasil com esse projeto…
Fui a campeã brasileira de 2021 do Red Bull Basement, que é um concurso de inovação e tecnologia. Depois fui até Istambul, na Turquia, representar o Brasil na final mundial desse concurso, na qual só 44 finalistas, de um contingente de mais de 4 mil concorrentes, chegaram.

Infelizmente não ganhei a premiação principal, mas levei o outro prêmio que havia no evento. Recebi a medalha de vencedora do desafio de storytelling, ou seja, fui a campeã mundial pela melhor apresentação de um projeto.

Quais são seus próximos passos?
Meus próximos passos são continuar os estudos, continuar os testes da garrafa, para poder realmente começar a produzi-la em larga escala e fazê-la chegar a quem precisa. Tenho buscado investimentos, tanto para os testes, quanto para a produção. Quero continuar esse projeto, terminar meu mestrado e seguir em um doutorado, porque acredito que a ciência muda o mundo.

Legenda das imagens:
Banner e imagem 1: Bárbara Gosziniak Paiva segura a Aqualux, garrafa capaz de limpar a água e torná-la própria para consumo (Foto: Arquivo pessoal)
Imagem 2: Bárbara mostra a medalha de campeã de storytelling da etapa mundial do concurso Red Bull Basement 2021 (Foto: Arquivo pessoal)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

 

 





Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.