China: indicadores de atividade desaceleram inesperadamente em julho | Mundo

[ad_1]

O crescimento da atividade econômico da China desacelerou inesperadamente em julho após um pico de recuperação acelerada em junho, mostraram dados oficiais nesta segunda-feira.

A produção industrial aumentou 3,8% em julho em relação ao mesmo mês do ano anterior, ligeiramente abaixo do aumento de 3,9% em junho, segundo dados divulgados pelo Escritório Nacional de Estatísticas (NBS).

O dado ficou aquém do crescimento de 4,5% esperado por economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”.

Leia mais: China: preços de casas novas caem 1,67% ao ano em julho, reflexo da crise imobiliária

As vendas no varejo, métrica fundamental para o consumo, cresceram 2,7% em julho em relação ao ano anterior, abaixo da expansão de 3,1% de junho e do aumento de 5% esperado pelos economistas pesquisados.

O investimento em ativos fixos da China, indicador de atividade da construção, aumentou 5,7% no período de janeiro a julho deste ano em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse percentual ficou abaixo dos 6,1% registrados nos seis primeiros meses do ano e também inferior ao crescimento de 6,2% esperado pelos economistas.

O banco central da China baixou duas taxas de juros de referência para a economia do país também nesta segunda-feira, pouco antes da divulgação dos principais indicadores econômicos.

A redução das taxas pode ser um indicativo de que o banco central baixará o juro básico da economia chinesa no fim deste mês, uma vez que ele é precificado com base nas taxas reduzidas nesta segunda-feira. Baixar o juro básico seria um passo importante na tentativa de reacelerar a economia da China.

[ad_2]

Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.