Colômbia e Venezuela vão retomar relações diplomáticas e nomearão novos embaixadores | Mundo


O futuro governo da Colômbia e a Venezuela nomearão embaixadores às capitais dos dois países, após anos sem relações diplomáticas, e trabalharão para reforçar a segurança na fronteira que compartilham, disseram autoridades nesta quinta-feira (28).

O plano de nomear embaixadores foi exposto em uma declaração conjunta do ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Carlos Faria, e Álvaro Leyva, indicado a ministro das Relações Exteriores pelo próximo presidente da Colômbia, Gustavo Petro, após uma reunião na cidade fronteiriça de San Cristóbal.

Colômbia elege primeiro presidente de esquerda, Gustavo Petro

Petro, que se tornará o primeiro presidente de esquerda da Colômbia em 7 de agosto, planeja reabrir completamente a fronteira com a vizinha Venezuela, depois de um rompimento de relações entre os dois país em 2015.

Colômbia e Venezuela compartilham uma fronteira de 2.219 kms, que tem sido palco de conflitos entre grupos armados, incluindo o Exército de Libertação Nacional (ELN) e dissidentes das Farcs. Pela falta de segurança, há preocupação em torno de atividades ilegais, como sequestro e tráfico de drogas.

As autoridades expressaram “disposição de progredir com uma agenda de trabalho para a normalização gradual de relações bilaterais, a partir de 7 de agosto, com a nomeação de embaixadores e outras autoridades diplomáticas e consulares”, disse Leyva, a repórteres.

Leyva acrescentou que eles também enfatizaram a “disposição de adotar um esforço conjunto para garantir a segurança e a paz na fronteira entre nossos dois países”.

Faria disse que a reunião foi “histórica” e confirmou que haviam discutido “a abertura gradual da fronteira”.

Veja os vídeos mais assistidos do g1



Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.