Colômbia fecha urnas e começa a apurar votos da eleição presidencial | Mundo


A votação para presidente da Colômbia se encerrou às 16h (horário local, 18h em Brasília) e logo em seguida começou a apuração das cédulas que definirão quem vai governar o país sul-americano: o esquerdista Gustavo Petro ou o populista de direita Rodolfo Hernández. As autoridades eleitorais colombianas devem emitir boletins com atualizações constantes da apuração a partir do início da noite.

Logo pela manhã Hernández votou na cidade de Bucaramanga, enquanto Petro foi antes a uma catedral na capital, Bogotá, para rezar antes de seguir para a seção eleitoral. Durante o dia, o esquerdista publicou no Twitter alertas de tentativas de fraude, que foram criticadas pelo oponente sob o argumento de que eram apenas boatos.

O candidato de esquerda, Gustavo Petro — Foto: Fernando Vergara/AP

Para analistas, os dois candidatos trazem mais incertezas do que garantias para o país, pois nenhum deles tem o apoio do Congresso eleito em março. A coalizão Pacto Histórico, de Petro, tem uma bancada de menos de um quinto do Legislativo. Hernández, por seu lado, se candidatou como independente e seu movimento Liga de governantes Anticorrupção recebeu o apoio de forças antiesquerda no segundo turno, mas isso não lhe garante respaldo parlamentar se for eleito.

Petro começou a campanha eleitoral como favorito nas pesquisas e obteve 40,32% dos votos no primeiro turno de 29 de maio. Mas Hernández, até então pouco conhecido ex-prefeito de Bucaramanga e com uma campanha baseada em redes sociais da internet, catalisou os votos antiesquerdistas na reta final da campanha e recebeu 28,15% dos votos.

Os principais candidatos derrotados no primeiro turno declararam apoio para Hernández para evitar a eleição do primeiro presidente de esquerda da história da Colômbia. Com isso, os dois candidatos encontram-se em situação de empate técnico, segundo os institutos de pesquisa mais importantes.

O candidato da direita, Rodolfo Hernández — Foto: Ivan Valencia/AP



Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.