Com quórum baixo, Lira inverte pauta e votará PEC dos enfermeiros antes da ‘PEC das bondades’ | Política


Com o quórum baixo para votar uma proposta de emenda constitucional (PEC) polêmica, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), decidiu inverter a ordem dos trabalhos. Primeiro, será votada a PEC que dá condições jurídicas para a criação de um piso salarial para os enfermeiros. Depois, a partir das 18h45, a pauta passará para a “PEC das bondades”, que aumenta o Auxílio Brasil a R$ 600 até o fim do ano.

Lira pretendia começar a sessão apenas às 19h, para aguardar que o número de deputados em Brasília aumentasse, mas fechou um acordo com os líderes partidários para votar o primeiro turno da PEC da Enfermagem, sem que os partidos usassem todo o tempo de discussão e debates.

A partir das 18h45, a Câmara interromperá a discussão da PEC da Enfermagem para votar a PEC com os auxílios, com o quórum já mais alto. A proposta de interesse dos enfermeiros voltará a pauta para aprovação em segundo turno após concluído o projeto anterior.

Até a publicação desta nota, 410 deputados tinham registrado presença na Câmara. Para votar a PEC, Lira espera um quórum mínimo de 450.

Lira — Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados



Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.