Earnings season acelera e aponta Europa para verde. Tecnologia e Pequim pressionam fecho da Ásia – Mercados num minuto

Europa aponta para verde com resultados das empresas na mira. Ásia fecha mista pressiona por Pequim e tecnológicas

A Europa aponta para um arranque de sessão positivo, marcado pelos resultados reportados por várias cotadas do bloco antes de começarem as negociações. Durante o dia é ainda tempo de os investidores olharem para novos dados que podem dar sinais sobre a saúde económica da região.

Os futuros sobre o Euro Stoxx subiram 0,6%.

A sessão será marcada pela divulgação de resultados: Standard Chartered, Santander, Renault, Air France-KLM, BNP Paribas, AstraZeneca, Engie e Swiss Re foram alguns dos pesos pesados que apresentaram contas antes do arranque das negociações.

Durante esta sexta-feira, os investidores vão ainda estar de olhos postos na publicação dos números da inflação em julho, um indicador fulcral para determinar o futuro da política monetária do Banco Central Europeu subiu as taxas de juro pela primeira vez em dez anos, a semana passada pela primeira vez em mais de dez anos.

O dia será ainda marcado pela divulgação do PIB do segundo trimestre na Zona Euro, um dia depois de os EUA terem entrado em recessão técnica, alimentando os temores de que a Europa possa viver o mesmo com o endurecimento agressivo da política monetária.

Na Ásia, a sessão encerrou de forma mista com as tecnológicas a pesarem. Na Coreia do Sul, o Kospi subiu 0,6%, no Japão o Nikkei terminou na linha d’ água (-0,07%) enquanto o Topix caiu 0,6%. Na China o tecnológico Hang Seng derrapou 2,1% enquanto Xangai caiu 0,5%.

Além do tombo das tecnológicas, as ações chinesas foram pressionadas pela redução redução das previsões do PIB do país para este ano para “cerca 5,5%” por parte de Pequim, confirmando a expectativa de um abrandamento económico, provocado pela nova onda de confinamentos para fazer frente à covid-19.





Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.