Em primeiro encontro, Lula diz a Pacheco que teve responsabilidade fiscal mesmo sem teto de gastos | Política


Principal adversário de Jair Bolsonaro (PL) nas eleições de outubro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que nunca precisou defender o teto de gastos, pois sempre teve responsabilidade fiscal em seus governos. A primeira conversa entre os dois aconteceu nessa quarta-feira (13), na residência oficial da Presidência do Senado, a pedido da bancada de senadores do PT.

“Fui presidente durante oito anos, nunca houve teto de gastos e nem por isso faltamos com a responsabilidade. Você não pode tratar economia com bravata. Afinal, 90% do sucesso da economia é o grau de confiança com o governante. Ninguém joga dinheiro fora, e eleição é um contrato de risco que a população assina com o governante”, afirmou o ex-presidente, segundo parlamentares que participaram do almoço.

A bancada do PT já havia tentado viabilizar um jantar entre Lula e Pacheco em outubro passado, quando o líder petista esteve em Brasília para uma rodada de conversas políticas. Na época, o presidente do Senado chegou a sugerir uma reunião justamente na residência oficial, mas o encontro não se concretizou.

De acordo com interlocutores, Lula também defendeu que o Congresso precisa voltar a “colocar o pobre no orçamento”, sem mencionar a questão das emendas de relator – também chamadas de “RP9” ou “orçamento secreto”.

A bancada de senadores do PT organizou o encontro com o intuito de discutir “apoio institucional à democracia” com o presidente do Senado. O Valor também apurou que, sobre isso, Pacheco garantiu apoio institucional à realização das eleições de outubro e à preservação da democracia.

Na saída da reunião, Lula e Pacheco não deram entrevistas. Participaram do almoço 14 senadores, incluindo Pacheco, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR), e o presidente da Fundação Perseu Abramo, Aloizio Mercadante.

Presidente do Senado Federal, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG) recebe Lula, pré-candidato do PT à Presidência, em Brasília — Foto: Pedro Gontijo/Senado Federal



Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.