Erdogan, da Turquia, ameaça novamente ‘congelar’ adesão da Suécia e da Finlândia à Otan | Mundo


O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nessa segunda-feira (18) que pode “congelar” a adesão da Suécia e Finlândia à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) caso as condições exigidas pela Turquia para isso não sejam observadas.

Erdogan acusa os dois países de dar refúgio a ativistas curdos que a Turquia considera terroristas.

Essa não é a primeira vez que ele reclama disso: em junho, durante uma cúpula da Otan realizada em Madri, ele já fez as mesmas críticas.

  • Erdogan: Suécia só entra na Otan se devolver ‘terroristas’
  • Finlândia e Suécia abrem conversas com Turquia sobre entrada na Otan

Mudança de posição da Turquia abre caminho para entrada da Finlândia e da Suécia na OTAN

Erdogan foi explícito ao dizer que pode interromper o processo de adesão dos candidatos à Otan: “Quero reiterar mais uma vez que congelaremos o processo se estes países não derem os passos necessários para cumprir nossas condições”, disse ele após uma reunião do governo.

“Notamos especialmente que a Suécia não dá uma boa imagem sobre esta questão”, afirmou.

EUA dizem que Turquia deu aval

Questionado sobre as declarações de Erdogan, o porta-voz do Departamento de Estado americano, Ned Price, limitou-se a lembrar que a Turquia deu seu aval durante a cúpula da Otan realizada na Espanha em final de junho para a adesão dos dois países nórdicos.

“Turquia, Finlândia e Suécia assinaram um memorando de entendimento trilateral em Madri para colocar em prática esse processo”, afirmou Price aos jornalistas.

“Os EUA continuarão a trabalhar com esses três países para garantir que este processo de adesão e ratificação – aqui e em todo o mundo – seja o mais rápido e eficiente possível”, acrescentou.

Erdogan vai se encontrar com Putin

Erdogan viajará a Teerã, no Irã, para conversas na terça-feira com o presidente russo, Vladimir Putin, e o presidente iraniano, Ebrahim Raisi, de quem ele espera obter autorização para uma intervenção armada no noroeste da Síria.

Veja os vídeos mais assistidos do g1



Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.