Exportações e importações disparam acima dos 40% em maio – Economia

As exportações e as importações de bens aumentaram 40,6% e 46,4% em termos nominais no mês de maio, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE), destacando que cerca de metade destas variações resultaram de um aumento de preços, mais 17,2% nas exportações e 24,3% nas importações.

Em especial destaque estão os aumentos nas exportações e importações de fornecimentos industriais, mais 60,3% e 38,6%, respetivamente, com especial incidência nas exportações de produtos farmacêuticos e nas importações de combustíveis e lubrificantes (147,8%). No que diz respeito a este último, o acréscimo de importações é explicado pela “subida do preço destes produtos no mercado internacional, mas também em resultado da introdução no mercado de gás natural previamente sujeito ao regime de entreposto aduaneiro, com vista ao encerramento do entreposto em Sines”, denota o INE.

Sem contar com os combustíveis e lubrificantes, as exportações e as importações aumentaram 35,3% e 34,4%, respetivamente, com os preços a registarem uma variação homóloga de 12,9% nas exportações e 15,2% nas importações.

Face a maio de 2021, refere ainda o INE, o défice da balança comercial de bens agravou-se em 976 milhões de euros, atingindo os 2.421 milhões. Excluindo os combustíveis e lubrificantes, este agravamento do défice foi de 296 milhões de euros, totalizando 1.300 milhões de euros. O instituto destaca ainda que no trimestre terminado em maio de 2022, “as exportações e as importações cresceram 23,3% e 35,3%, respetivamente, em relação ao mesmo período de 2021”.

Espanha e Estados Unidos foram os países com maior peso. Face a maio de 2021, Portugal exportou mais 32,3% e importou mais 39% do país vizinho e registou um aumento de 180% nas exportações para os EUA.





Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.