Fed põe água na fervura no receio de Wall Street. Nasdaq escapa a quedas – Bolsa

Christopher Waller e James Bullard, governador da Fed e presidente da Fed de Saint Louis, respetivamente, acalmaram os investidores já na segunda metade da sessão desta quinta-feira. Ambos os responsáveis indicaram que apoiariam uma subida de 75 pontos base nas taxas diretoras em julho, mesmo depois da inflação em junho nos EUA ter atingido os 9,1%, máximo desde 1981.

As declarações dos responsáveis colocaram água na fervura numa altura em que muitos analistas apontam para que a Fed opte por um aumento das taxas de juro de pelo menos 100 pontos base após os dados da inflação, que continua a escalar.

Após estas palavras, os principais índices nova-iorquino recuperaram terreno face aos mínimos da sessão, tendo o tecnológico Nasdaq Composite conseguido mesmo fechar acima da linha d’água.

O Dow Jones cedeu 0,46%, para os 30.630,17 pontos, enquanto o índice alargado S&P 500 caiu 0,30%, fechando nos 3.790,38 pontos, depois de ter chegado a perder mais de 2%. O Nasdaq Composite subiu 0,03%, para os 11.251,19 pontos.

A dar força ao Nasdaq estiveram alguns dos gigantes tecnológicos como a Apple e a Intel, que valorizaram 2,05% e 1,34%. Já Amazon, Meta e Alphabet fecharam no vermelho, enquanto a Microsoft ganhou 0,54%.

Christopher Waller afirmou que os mercados podem ter “posto o carro à frente dos bois” quanto a uma subida de 100 pontos base – idêntica à decidida ontem pelo Banco do Canadá – já em julho.

A pesar nos índices estiveram também os resultados aquém do esperado de dois gigantes da banca: JP Morgan Chase e Morgan Stanley.





Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.