Indiana é o primeiro estado dos EUA a proibir o aborto

Mas há três dias, eleitores do Kansas rejeitaram em referendo emenda que retiraria as proteções ao direito ao aborto de sua Constituição Estadual. Os legisladores de Indiana aprovaram, nesta sexta-feira (5), proibir os direitos ao aborto e se tornou o primeiro estado nos Estados Unidos a aderir a decisão da Suprema Corte, que revogou, em junho, uma decisão de 1973 que legalizava a prática em todo o país.
A aprovação do projeto veio apenas três dias depois que os eleitores do Kansas, outro estado conservador do Meio-Oeste, rejeitaram – em referendo – por maioria esmagadora uma emenda que retiraria as proteções ao direito ao aborto de sua Constituição Estadual.
Manifestantes a favor do aborto foram às ruas no Kansas
Ross D. Franklin, File/AP
Outros estados se prepararam para analisar a decisão da Suprema Corte dos EUA. Carolina do Sul e Virgínia Ocidental começaram a debater o tema, mas ainda não tomaram nenhuma decisão sobre as proibições propostas. Autoridades em Iowa, Flórida e Nebraska, entre outros estados conservadores, também não tomaram medidas legislativas, mas já estão analisando o assunto.
Leia também:
Direito ao aborto: como Kansas, Estado com maioria conservadora, decidiu manter permissão
Aborto nos EUA: entenda o que era a decisão que garantia o direito, como foi derrubada e como fica acesso de agora em diante



Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.