Irã realiza primeira execução pública em dois anos | Mundo


O Irã realizou a primeira execução pública em dois anos na manhã deste sábado (23), segundo a ONG Iran Human Rights (IHR). O cumprimento da pena de Iman Sabzikar, de 28 anos, ocorreu em Xiraz, no sul do país.

O iraniano foi preso em fevereiro por esfaquear e matar intencionalmente o policial Ali Akbar Ranjbar. No dia 12 de julho, a Suprema Corte do Irã condenou Sabzikar a qisas, doutrina da lei islâmica radical que prevê punição equivalente ao crime cometido.

Sabzikar, que trabalhava com construções, foi enforcado às 5:40 da manhã no local onde o crime aconteceu, informaram as autoridades locais.

Desde o início da pandemia de Covid-19, em 2020, os suplícios públicos haviam sido suspensos pelo governo. Agora, quatro outros homens que também foram condenados a qisas pelo assassinato de policiais estão em risco, de acordo com a IHR.

“A retomada desta punição brutal em público tem a intenção de assustar e intimidar as pessoas para que não protestem”, afirmou Mahmood Amiry-Moghaddam, diretor da ONG, em comunicado. “Podemos aumentar o custo de realizar tais práticas medievais com mais pessoas protestando contra a pena de morte — particularmente contra as execuções públicas — e com a comunidade internacional assumindo uma posição forte.”



Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.