Nem contração nos EUA impediu Wall Street de disparar para máximos de sete semanas – Bolsa

As bolsas norte-americanas ganharam força ao longo do dia, com os três índices a encerrar a sessão em máximos de sete semanas.

A sustentar os ganhos estiveram os chamados títulos defensivos –  como os do imobiliário, “utilities” (água, luz, gás), telecomunicações, bens de consumo e saúde – que em tempos de maior volatilidade suscitam o interesse dos investidores.

 

O setor tecnológico teve um desempenho inferior no dia em que a Apple e a Amazon apresentam resultados após o fecho da bolsa.

 

O “benchmark” S&P 500 subiu 1,21% para 4.072,43 pontos, o industrial Dow Jones cresceu 1,03% para 32.529,63 pontos e o tecnológico Nasdaq Composite avançou 1,08% para 12.162,59 pontos.

 

Os investidores continuam a abraçar a ideia de que a Reserva Federal norte-americana deverá reduzir o ritmo da subida das taxas de juro num futuro próximo. Uma ideia acentuada pela divulgação dos dados do PIB, que registou uma contração pelo segundo trimestre consecutivo.

 

“As más notícias estão a tornar-se boas notícias. Quando a economia está a abrandar, o mais provável é que os níveis de inflação desçam. Isso vai trazer o fim de um ciclo de aperto e os mercados vão gostar”, disse Michael Arone, responsável pela estratégia de investimento na State Street Global Advisors.





Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.