Presidente da ATIC diz que custo do cimento já subiu mais de 20% este ano – Indústria

O presidente da ATIC-Associação Técnica da Indústria de Cimento e CEO da Cimpor Portugal e Cabo Verde garante que neste momento o cimento custa mais de 20% do que no início deste ano, devido ao impacto da subida dos custos das energias nesta indústria.

 

Em entrevista ao Negócios e Antena 1, Luís Fernandes explica que em dois anos o preço do megawatt/hora triplicou e salienta que as medidas que o Governo tem vindo a introduzir permitiram apenas compensar 10% desse custo.

 

O preço, diz ainda, tem vindo a ser refletido no consumidor final mas empresas como a Cimpor fizeram também uma redução das margens de lucro.

 

Na entrevista, Luís Fernandes salienta que a indústria cimenteira pretende fazer o seu caminho cumprindo as metas para a descarbonização e para o efeito conta com as verbas do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e do Portugal 2030.

As cimenteiras estão neste momento a trabalhar na produção do chamado “cimento verde”, em processos que visam aumentar a eficiência dos fornos, nomeadamente com a utilização dos gases quentes para a produção de energia elétrica, sendo que a Cimpor conta no próximo ano ter já fábricas a trabalhar dessa forma porque se isso não avançar o futuro do setor está em risco, alerta.

 

Já quanto aos projetos que candidatou ao PRR no sentido da descarbonização, avisa que para que não fiquem por concretizar é necessária mais celeridade e menos burocracia nos licenciamentos.

 





Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.