Supremo do Peru autoriza eutanásia pela primeira vez no país | Mundo

[ad_1]

A Suprema Corte de Justiça do Peru reconheceu, nesta quinta-feira (14), o direito de morrer de uma mulher de 45 anos que sofre de uma doença incurável e degenerativa.

A sentença foi aprovada por quatro votos, e dois magistrados foram contrários. É a primeira vez que a maior instância da Justiça do Peru permite uma eutanásia.

Ainda não foi decidido qual será o protocolo para executar o procedimento médico da eutanásia.

A sentença diz que deve-se “entender por eutanásia a ação de um médico de fornecer de forma direta (oral ou intravenosa) um fármaco destinado a pôr fim à sua vida”.

Veja abaixo um caso semelhante na Colômbia.

Homem deve se tornar a primeira pessoa não terminal a morrer por eutanásia na Colômbia

A paciente do caso se chama Ana Estrada. Ela pediu para pôr um fim à vida dela por eutanásia em fevereiro de 2021. A Justiça peruana deu ordem ao Ministério da Saúde para respeitar a decisão dela.

Estrada sofre desde os 12 anos de polimiosite, uma doença incurável que provoca fraqueza muscular progressiva e por isso ela usa cadeira de rodas desde os 20 anos, segundo a imprensa peruana.

Veja os vídeos mais assistidos do g1

[ad_2]

Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.