Taxa a empresas que recorrem a recibos verdes será alargada e cobrada em 2024 – Economia

A longa proposta de lei da chamada “agenda do trabalho digno”, que começa esta sexta-feira a ser debatida no Parlamento, concretiza a intenção de alargar a taxa das chamadas “entidades contratantes” às que garantirem 50% da faturação do empresário em nome individual, e já não apenas de um prestador de serviços. De acordo com os advogados contactados pelo Negócios, a aplicação da versã

Negócios Premium


Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone

  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;






Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.