Twitter mostra tweet de Musk com emoji de cocô como prova de abuso

[ad_1]

Depois que o acordo de compra do Twitter por Elon Musk foi parar nos tribunais, após a desistência da oferta de US$ 44 bilhões pelo bilionário, o público tem acompanhado com avidez os movimentos da rede social na esfera judicial. Na quarta-feira (13), o site Shacknews publicou mais um lance da batalha jurídica: um emoji de cocô enviado por Musk ao CEO Parag Agrawal foi anexado ao processo como prova.

No tweet citado pela defesa do Twitter, Musk responde com um emoji de cocô a um tópico elaborado de maneira formal pelo presidente do conselho de administração a respeito dos cálculos de dados sobre bots na plataforma não poderem ser feitos por uma auditoria externa.

Ao site que publicou a notícia, Musk tuitou explicando que o emoji de cocô equivale a “bs”, sigla para uma expressão pouco educada que pode ser traduzida como “conversa fiada” em português.

Por que o Twitter apresentou o emoji de cocô de Elon Musk ao tribunal?

O indigitado tweet de Musk foi apresentado à Corte de Chancelaria de Delaware para provar aos magistrados que o comprador desistente havia quebrado a sua obrigação – assumida em contrato – de não depreciar a empresa. Além disso, o Twitter irá argumentar que o comportamento inconveniente do bilionário afetou negativamente o preço das ações da companhia e causou incerteza entre os funcionários.

Ainda que possa parecer exagero, os tweets provocativos de Elon Musk chegaram até mesmo à conta da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), citada nominalmente no seu famoso meme com fotos pessoais no qual zombou do Twitter após propor o cancelamento da negociação.

Embora o dono da Tesla continue tuitando vorazmente, sem aparentemente exercitar nenhum tipo de censura interna, suas publicações têm sido acompanhadas pelo Twitter, o que leva a crer que teremos mais conteúdo – até mesmo sujo e fedido – nas mãos dos chanceleres de uma das mais altas cortes dos EUA.



[ad_2]

Source link

Deixe o seu comentário


O seu endereço de email não será publicado.